quinta-feira, 10 de julho de 2014

Festas Juninas - Danças Típicas e Quadrilhas
 Caxias – Maranhão - 2014

            As Festas Juninas são na sua essência, multiculturais; embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na Região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de Junho faz homenagens aos quatro santos católicos: São João, São Pedro, Santo Antônio e São Marçal.
               Quadrilha estilizada no Arraial Balaio de 
                 Sotaques - Ginásio de Esportes de Caxias

Em Caxias, os arraiais estão por todos os cantos da cidade, com apresentações folclóricas que agradam os visitantes. Alguns arraiais se destacam, como: O Balaio de Sotaques, que é organizado pelo SESC, o da Prefeitura Municipal  - Praça Panteon e o Arraial da Cidade – Av. Alexandre Costa; além de outros organizados por escolas, como: Colégio São José – realizado na Casa Atlanta Show – Av. Alexandre Costa.

                   Arraial Balaio de Sotaques 
                     Ginásio de Esportes 

Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura. Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanharem os festejos. Embora a maioria dos visitantes seja brasileira, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que chegam ao Brasil para acompanhar de perto estas festas.

                          Apresentação Bumba-Boi no
                          Arraial Balaio de Sotaques 

Componente do Bumba-Boi
no Arraial Balaio de Sotaques

Os festejos duram os exatos 30 dias de Junho, mas aqui no Maranhão, além do mês de junho, há o São João fora de época que começa no mês de Julho – “ Vale Festejar” – 05 a 27 de Julho – onde bumba-bois e grupos folclóricos mostram todo seu esplendor.

Apresentação Folclórica do Carimbó no Arraial do
Colégio São José
Uma das danças mais típicas da Região Nordeste são as quadrilhas que enchem os olhos dos visitantes de cores e alegria. O cansaço aqui não tem vez, é muita animação. 
Apresentação Folclórica no
Arraial do Colégio São José

                 Apresentação Folclórica Dança da
                 Fita - Projeto Social Resgate da Cidadania

Os rituais trazidos principalmente por portugueses, mas também por espanhóis, holandeses e franceses, deram origem a diversos tipos de celebrações nas diferentes regiões do país. A miscigenação étnica entre índios, africana e européia fez brotar no país uma série de belas expressões artísticas, como cantorias de viola e cordéis; emboladas de coco e cirandas; xote, xaxado e baião, sem falar nas quadrilhas e forrós.
Quadrilhas Estilizadas na Paraíba

Um dos grandes símbolos das festas juninas são as fogueiras, os balões, as bandeirinhas, comidas típicas, músicas e danças. Os padres jesuítas trouxeram a tradição de São João para o Nordeste brasileiro, e os índios que já adoravam dançar ao pé do fogo se adaptaram rapidamente.         


Quadrilhas Estilizadas em Caruaru

° História:
            As quadrilhas vieram para o Brasil com a família real portuguesa em 1808 e os padres jesuítas em 1530. Era uma dança de salão  nobre, surgida na França, com roupas pomposas, perucas, anáguas e tudo mais, que a moda francesa da época mandava. Chegando por aqui, não demorou muito para ir para as festas do povo, mas modificada, claro. A ginga dos escravos, misturada com a polca e com o forró, que surge depois de um tempo no Nordeste, deram uma cara toda brasileira à dança.
Apresentação Folclórica em Caruaru

          As quadrilhas acompanham a encenação do casamento do matuto, celebrado em meio à fogueira, fogos, noivo, noiva, pai da noiva, sacristão, juiz e delegado. Agitadas e cada vez mais coloridas, as quadrilhas se apresentam ao ar livre. Trata-se de uma dança de salão de origem francesa na qual,  casais bailam ao som da sanfona e outros instrumentos tradicionais.
                      Quadrilhas Estilizadas na Paraíba

Os participantes obedecem a um marcador, que usa palavras afrancesadas para indicar o movimento que devem fazer. O “balancê” – (balancer), “anarriês “ - ( en derrière ), “ anavantur” – ( en avant tout ), etc. A mistura do linguajar matuto com o francês deu origem ao “matutês”, com humor e sotaque do interior nordestino e  com as roupas, não podia ser diferente. Em vez de tecidos caros, de sapatos saltos plataformas e perucas, vieram os chapéus  por causa do sol e do trabalho no campo, a chita ( ou chitão ) tecido popular por essas bandas e também a sandália de couro. Os comprimentos dos vestidos subiram um pouco por causa do calor e as calças masculinas ganharam remendos; do tempo do francês, sobraram poucas palavras.

Quadrilha Estilizada no Arraial Balaio de 
Sotaques - no Ginásio de Esportes

As moças desfilam com vestidos rodados, estampados, coloridos e cheios de babados para exibir bastante volume. A maquiagem é exagerada, com bochechas rosadas e batom forte; o cabelo penteado com o tradicional rabo de cavalo, maria-chiquinha ou trançinhas. Os rapazes vestem-se com camisa xadrez, lenços coloridos no pescoço e calça comprida remendada com retalhos de panos coloridos e chapéus.
                     Apresentação Folclórica - Arraial Balaio 
                      de Sotaques - Ginásio de Esportes
As quadrilhas ficaram assim por muito tempo, até que surgissem as quadrilhas estilizadas, estimuladas pelo grande negócio em que as Festas de São João do Nordeste se tornaram, ganhando profissionalismo de escolas de samba no período do carnaval.
° Hoje:
            O moderno e o tradicional estão juntos quando o assunto é festejo junino. Um grande exemplo disso é a evolução das quadrilhas. Estilizadas mostram para o público a popular dança junina com passos mais coreografados, roupas com bastante brilho, alguns passos de hip-hop e até mesmo cenários.
Quadrilhas no Arraial Balaio de
Sotaques
No Nordeste a música que embala  as quadrilhas é o forró; Luís Gonzaga ajudou a imortalizar as tradições juninas em música e versos,mas outros artistas como Alceu Valença, Elba Ramalho, Zé Ramalho, forró elétrico, etc, aparecem nas trilhas sonoras das quadrilhas.
            Campina Grande na Paraíba festeja o São João mais aloprado, arretado e arrochado do mundo desde 1983 e disputa com Caruaru, em Pernambuco, o título de maior festa do gênero. As duas cidades gostam de mexer com a outra: Qual das duas é a maior? Qual é a melhor?, Etc.
                    Apresentação Quadrilha no Arraial
                     de Todos - Pça do Panteon
As chitas usadas anteriormente deram lugar aos tecidos nobres, bordados chiques, brilhos e plumas.
            Vestidos que custam verdadeiras fortunas e levam o ano inteiro para serem fabricados, uma verdadeira reinvenção da tradição, que mesmo sem os velhos “ anarriês”, continua sendo um brilho para os olhos e alegria para os corações nordestinos.


Quadrilhas Estilizadas

Em Caxias, não é diferente, aqui há inúmeros grupos de quadrilhas convencionais, danças típicas, bumba-bois, etc, e a “ Quadrilha Estilizada Sai de Baixo” que faz jus ao gingado de qualquer outra da Paraíba ou Caruaru.
            Criada em 1998, é uma das quadrilhas mais premiadas de Caxias; tem mais de 150 troféus, que eles exibem com orgulho. 

Símbolo da Quadrilha Sai de Baixo

Coleção de Troféus

A alegria e o colorido tomam conta dos jovens dançarinos, que são coreografados pelo jovem Rogério Lima, que a cada ano trabalha para inovar as coreografias e figurino a fim de ganharem os primeiros lugares entre os demais grupos.

Componentes da Quadrilha Sai de Baixo

 Por duas vezes representaram o Estado do Maranhão na cidade de Iguatu – CE no São João fora de época.



O tema desse ano – 2014 é: “ Da Emoção à Fantasia” – com o sub-tema: “ Levando o colorido para um São João de Magia”. Apresentam-se por todo o interior do Maranhão e em outros estados; em algumas cidades concorrem, em outras têm participações especiais.

                        Componentes Quadrilha Sai de Baixo

                         Componentes Quadrilha Sai de Baixo

Com sangue de quadrilheiro, garra e determinação os jovens dessa quadrilha, vão levando alegria por onde se apresentam; é a garra do caxiense para que essa tradição perdure. O grupo desenvolve trabalhos sociais com comunidades carentes e têm como sonho ter sua sede própria para dar continuidade a esse trabalho folclórico, criando Oficinas de Danças, e Oficinas Profissionalizantes.


                       Quadrilha Sai de Baixo - Caxias - MA

Com a necessidade de cativar os jovens para a perpetuação da essência dessa tradição, muitas quadrilhas existentes ganharam nova roupagem. As mais tradicionais permanecem e têm público cativo, mas ao longo dos anos as do tipo estilizadas vêm conquistando seu lugar nos arraiais do Brasil.     


quarta-feira, 11 de junho de 2014

                ° IGREJA DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
                BAIRRO PONTE – CAXIAS – MARANHÃO
           

            A Igreja de Santo Antônio de Pádua de Caxias tem 116 anos; é um dos templos fundados no século XIX, pelos padres jesuítas, que vieram para Caxias fazer catequese. É um templo que atrai o visitante por sua localização, pois se encontra no alto do Morro de Santo Antônio e de onde você pode ter uma vista do Bairro e ao mesmo tempo você pode colher belas fotos e o pôr-do-sol, no local, é imperdível!
                                   Igreja de Santo Antônio - Morro de Santo Antônio

° História:
            No ano de 1898 era  a Capela de Santo Antônio palco de grandes celebrações.
Nos primeiros anos após sua construção as missas dominicais e os festejos não eram regulares; não havia padres disponíveis, não tinha uma Paróquia e nem mesmo uma Diocese; contava-se apenas com a Freguesia de Nossa Senhora de Nazaré.
            Os primeiros celebrantes foram os padres Jesuítas, seus construtores, depois os padres Barnabistas, que chegaram a Caxias por volta de 1907 e permaneceram até 1926, depois outros padres por aqui passaram.

                                           Imagem fachada da Igreja de Santo Antônio

Em 1939 foi criada a Diocese de Caxias e a Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, que teve como primeiro pároco – Pe. Fernando Vasconcelos permanecendo até 1944.
            No período de 1945 a 1970, esteve na administração da Paróquia o Padre Aderson Guimarães Júnior, daí as missas passaram a ser celebradas regularmente. Esses padres, jusuítas, barnabistas, Pe. Fernando e Pe. Aderson utilizavam como meio de transporte para chegar ao local, cavalos; mesmo não tendo energia elétrica na época, os Festejos de Santo Antônio e Nossa Senhora de Lourdes, eram celebrados à luz do luar, velas e lamparinas à carbureto que resistiam a chuvas e tempestades.

Cruz que simboliza a passagem da Jornada Mundial
da Juventude em 2012

Por volta de 1948, por iniciativa da família Pedra, foi construída a Escadaria de entrada da Igreja;  possui 55 degraus e chama atenção das pessoas que visitam o local; houve um mutirão de moradores do bairro Ponte para sua construção. Depois com o passar do tempo, a capelinha foi transformada em Igreja.

                                            Vista ao entardecer da Igreja e do Cruzeiro

A Paróquia passou pela administração de Pe. Bruno (1970 a 1985); depois Pe. Ezio Saviolo dando continuidade aos trabalhos, ampliando e criando grupos de pastorais.

Imagem de Santo Antônio
Os moradores e visitantes foram ficando tão encantados com a Igrejinha, que foi crescendo e ampliando e ainda continua sempre pequena para acolher a todos que ali encontram paz, alegria e esperança em Santo Antônio.

                                                                      Altar - Mor
O grande desejo dos moradores do bairro do Ponte e de toda comunidade caxiense, é que a Igreja se transforme em um Santuário.

                                           Nave principal da Igreja

° Trezena de Santo Antônio
            O Festejo de Santo Antônio de Pádua começa no dia 01 a 13 de Junho, com uma alvorada festiva e a cada dia é trabalhado uma temática diferente; a Igreja sempre está em estado permanente de Missão.

Gruta onde encontra-se Nossa Senhora de Lourdes

Na Igreja durante a Trezena há celebrações, terços, orações, novenas, missa e procissão.

                                                  Pôr-do-sol visto de dentro da Igreja

° Festejo de Santo Antônio de Pádua
            A Festa é uma mistura de fé, cultura, devoção e emoção que mobiliza toda a comunidade caxiense. Barracas com gastronomia típica da região como: Maria-isabel, churrasco de carne de sol, bolos doces e salgados (principalmente o bolo de sal e bolo de macaxeira ) atraem muitas pessoas.

Nossa Senhora da Conceição

° Crendices e Simpatias Populares
            Está entre os santos que são mais comemorados durante as festas juninas, Santo Antônio é com certeza o que mais possui devotos espalhados pelo Brasil e Portugal.
            Esse Santo, que normalmente é representado carregando o menino Jesus em seus braços, ficou realmente conhecido como “casamenteiro” e é sempre o mais invocado para auxiliar moças solteiras a encontrarem seus noivos.
                                          Lembrançinhas de Santo Antônio

                                              Lembranças de Santo Antônio
Lembranças
Em vários lugares do Brasil, há moças que chegam a realizar verdadeiras maldades com a imagem do Santo Antônio, a fim de agilizarem seus pedidos. Não são raras as jovens que colocam a imagem do santo de cabeça para baixo e dizem que só o colocam novamente na posição correta se lhes arrumar um namorado. 
                                           Camiseta em homenagem ao Festejo
                                                  de Santo Antônio de 2014

Também o separam do menino Jesus e prometem devolvê-lo depois de alcançarem o pedido. Na madrugada  do dia 13 são realizadas diversas simpatias com este intuito, mas não só o título de casamenteiro que Santo Antônio carrega; ele também é conhecido por ajudar as pessoas a encontrarem objetos perdidos.

Imagens que compõem o acervo da Igreja

Pe. Antônio Vieira, um jesuíta, definiu assim Santo Antônio em um sermão que realizou no Maranhão em 1663: “ Se vos adoece o filho, Santo Antônio; se requereis o despacho, Santo Antônio; se perdeis a menor miudez de vossa casa, Santo Antônio; e, talvez, se quereis os bens alheios, Santo Antônio”.


Na tradição brasileira, o devoto de Santo Antônio gosta de ter sua imagem pequena para poder carregá-la. Por esse e tantos outros motivos que ele é considerado o “ Santo de Milagres”.


Ainda na tradição que são realizados duas espécies de reza e festa em homenagem a Santo Antônio. “A primeira delas, chamada “os responsos”, é realizada quando o santo é invocado para achar coisas perdidas e a segunda, designada “ trezena”, é a cerimônia dedicada ao santo do dia 1 ao dia 13 de junho, com cânticos, fogos, comes e bebes e uma fogueira com formato de um quadrado.

                                             Local onde guarda-se o Santo Sacramento

Ainda há outro costume que é muito praticado pela Igreja e pelos fiéis. Todo o dia 13 de Junho, as igrejas distribuem aos pobres e afortunados os famosos pãezinhos de Santo Antônio. A tradição diz que o pãozinho dever ser guardado dentro de uma lata de mantimento, para a garantia de que não faltará comida durante todo o ano; geralmente o pãozinho é colocado na lata de arroz.

                                           Campanário da Igreja

Em algumas cidades, há Missa do Vaqueiro e Cavalgada em louvor a Santo Antônio; e em outras, fazem o Bolo de Santo Antônio, em cuja massa são misturados medalhinhas do santo – será vendido na quermesse. A tradição popular mostra que o solteiro que encontrar uma medalhinha em seu pedaço, vai ter sorte no amor.

                                            Imagem de Santo Antônio em placa luminosa
                                                    na subida do Morro de Santo Antônio

Em lojas de artigos religiosos nesse período aumenta de forma significativa a venda da imagem do santo; alguns fiéis garantem que a simpatia deu certo.

° A fama de casamenteiro
            Devido sua postura quando ainda era vivo, porque ele intercedia pelas moças que não tinham condições de pagar o dote, valor necessário na época para consolidar o matrimonio. “ Diz a história dele que, normalmente, ele jogava um saquinho com moedas pelas chaminés das casa das moças para que elas pudessem pagar o dote e se casar; também era conhecido pela forma como pregava o evangelho e de como se dedicou aos mais pobres. Ele tinha compaixão pelas pessoas mais pobres; protegia as famílias e protegia os que viajavam e também aos soldados”.

                                                Subida lateral que dar acesso à Igreja

° Vida de Santo Antônio
            É conhecido como Santo de Lisboa (Portugal), por ter nascido nessa cidade portuguesa e também como Santo de Pádua, por ter morado em Pádua na Itália.
            Fiel imitador de Cristo, humilde, carismático, foi um exímio pregador do evangelho. Amante da pobreza e dos pobres. Defendia os deserdados e explorados.

                                                               Livro de Visitação

Discípulo de São Francisco de Assis, seu pai espiritual, Antônio de família abastada, também amava a natureza e a solidão; quando não era ouvido pelas pessoas, dirigia-se aos peixes e às aves.
            Passava muitos dias em meditação e oração em lugares afastados, longe do barulho e da agitação das cidades. Enquanto rezava em um desses eremitérios, recebeu a visita do Menino Jesus. Em razão dessa aparição, Santo Antônio é representado carregando o Menino Jesus nos braços. O lírio que aparece nos braços ou nos pés, é o símbolo da pureza. A sua mensagem de amor para com Deus e a sua caridade para com os pobres continuam atuais.

Altar - Mor
Santo Antônio morreu dia 13 de junho, seus restos mortais estão na cidade de Pádua – Itália. O Museu de Arqueologia da Universidade de Pádua contratou um designer gráfico brasileiro chamado Cícero Moraes para reconstruir a fisionomia do Santo; está em exposição nesse Museu. 

                                            Barraquinhas de comidas típicas

                                            Parque infantil na parte de baixo 

Degraus que dão acesso à Igreja
Serve também para que a comunidade faça caminhada até o bosque 
ao lado da Igreja

° Oração de Santo Antônio
            Alegre, Senhor, Vossa Igreja a intercessão votiva do vosso confessor e doutor, o glorioso Santo Antônio, para que se fortaleça sempre com espirituais auxílios e mereça desfrutar os gozos eternos. Por Jesus Cristo, Senhor Nosso, Amém.

                                          Comunidade praticando esporte na Academia
                                                                         ao ar livre

                                             Imagem de Santo Antônio com Menino Jesus